No Casamento Japonês a Mulher Sempre Adota o Sobrenome do Marido?

Teste seu conhecimento sobre cultura e costumes japoneses: no Japão, quando a mulher se casa, o sobrenome de solteira deverá ser sempre trocado pelo sobrenome do homem que se tornará seu marido.

  • 【A】verdadeiro
  • 【B】falso

A resposta é  【Bfalso.

Explicação

De acordo com o Código Civil Japonês, no casamento, o casal <deve ser chamado pelo sobrenome do marido ou da mulher> .

Pode-se escolher o sobrenome do homem ou da mulher, mas não sendo reconhecido o uso de sobrenomes diferentes.

Por que esta peculiariedade do esposo adotar o nome da família da esposa? O motivo é um bom exemplo de como o Japão moderno harmoniza as leis com antigas tradições.

A prática do homem adotar o sobrenome da esposa é uma antiga que vem muito antes da modernização do Japão. Permite que famílias sem filhos homens tenham a continuidade do nome.

O Código Civil torna possível a prática.

Ela é praticada ainda hoje. Vale a pena notar que o homem japonês de hoje não gosta desta prática embora ela traga algumas vantagens como herdar patrimônio da família da esposa. Bem, é melhor dizer que é vantagem se a família da esposa for rica. Mas isso pressupõe que o marido seja subserviente aos sogros e cuidem deles até a morte.

A chance portanto de uma família da classe média obter um genro assim é pequena e mais da metade dos lares japoneses hoje não se importam com este costume.

No caso de casamento internacional, o sobrenome da pessoa com nacionalidade japonesa não será alterado apenas com o registro do casamento. Para conseguir esta mudança deverá ser apresentado um outro formulário de alteração, além do registro de casamento, caso contrário, o sobrenome no koseki (registro da família) permanecerá o de solteira.

Existem várias formas de alteração dos nomes. Aconselha-se uma boa conversa entre o casal antes de tomarem a decisão.

Leitura recomendada

Gostou deste artigo? Compartilhe com os amigos!

Compar tilhe!
Clique aqui para deixar um comentário 0 comentários