Caminhões de Produtos Brasileiros e a Evolução do Comércio na Comunidade no Japão

Quem se lembra dos caminhões de produtos brasileiros?

Ainda existem alguns rodando pelo Japão, mas na época que eu cheguei aqui (quase 20 anos atrás), esperava ansiosamente sua visita semanal . Trazia o básico, mas ficávamos muito felizes!

Foi lá que comprei o primeiro pão francês e o primeiro frango assado! Era muito caro, mas era uma felicidade danada! E vocês? Conte-nos sua historia!

No final da década de 80, brasileiros desembarcaram no arquipélago japonês a procura de trabalho e poupança. Na mala trazia mais do que roupas, alimentos, principalmente enlatados, grãos, café.

O total desconhecimento da cultura e alimentos japoneses, a ausência de lojas especializadas em produtos brasileiros e a internet ainda inacessível, fez com que a saudade do Brasil fosse compensada nas visitas realizadas pelos caminhões de produtos brasileiros.

Na década de 90, no auge da onda dekassegui, começaram a surgir as primeiras lojas de produtos brasileiros. Na época, os estabelecimentos não tinham muita infra-estrutura, mas já se localizavam em cidades onde a comunidade verde-amarela se concentrava. Foi também nesse período que surgiram os caminhões que passavam comercializando esses produtos.

Este caminhões percorreram cidades, vilas e os lugares mais longiquos deste Japão, onde morasse um brasileiro. Além de alimentos, carne, bebidas, jornais, revistas, trazia um pouco do Brasil no cotidiano de todos.

Em alguns locais as visitas eram semanais, outros quinzenais, e até mensais. Apesar do alto preço das mercadorias, o consumo era certo.

Em 2000, mais de 10 anos se passaram, e mudou bastante a situação dos brasileiros aqui. Muitos empreendimentos, inclusive muitas lojas de produtos brasileiros e carnes foram abrindo nos principais centros de aglomeração da comunidade. Mas os caminhões ainda continuarm circulando, principalmente em regiões mais afastadas.

Atualmente passados mais de 20 anos, a comunidade tem acesso fácil à internet. Muitos produtos são comprados online e entregues com hora marcada em casa via takyubin. Lojas também inovaram, e além de produtos alimentares, livros, serviços, restaurantes.

Brasileiros também se acostumaram ao palador da culinária japonesa, aprenderam a preparar e utilizar ingredientes japoneses no dia a dia. Inclusive nas lojas de produtos brasileiros encontramos também artigos japoneses similares, e o inverso também acontece. Em lojas japonesas muitas vezes encontramos nossos produtos.

Alguns depoimentos na Fanpage Universo Dekassegui:

caminhao

Gostou deste artigo? Compartilhe com os amigos!

1 thought on “Caminhões de Produtos Brasileiros e a Evolução do Comércio na Comunidade no Japão”

  1. Eu comprava em caminhao, em osaka, há mais de dez anos atras
    A felicidade era o cafe, tinha so o cabloco, pacotinho de 250 era 1250¥ Nao me importava de pagar isso pq o apato q a gente morava pertencia ao shacho, ele cobrava so metade do aluguel
    Nao,precisavamos pagar impostos ou seguros q Hj sao obrigatorios , 2 deles hj super pesados o shakai ou kokumin ,e, o imposto residencial
    Lembro,tb q comprei meu primeiro pc, e levei pro brasil, aquela caixota branca q era o monitor kkkkk em 2001

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *