Você Sabe Quais as Diferenças de Sintomas Entre Um Resfriado e a Gripe Influenza?

Resfriados e gripes são responsáveis por mais da metade de todas as faltas escolares e ao trabalho por motivo de saúde.

Conheça as diferenças entre os sintomas do resfriado e da gripe. Dicas de como traduzir sintomas em consulta no hospital japonês.

Lembre-se é importante sempre consultar um médico para diagnóstico correto e adequado tratamento e medicação. Não tome remédio por conta própria.

As crianças têm, em média, até oito resfriados por ano. Elas geralmente são contagiadas por outras crianças. Um resfriado pode se espalhar rapidamente por escolas ou creches.

Os resfriados podem ocorrer em qualquer época do ano, mas são mais comuns no inverno ou em épocas de chuva.

No site M de Saúde, encontramos a seguinte explicação:

RESFRIADO 

O resfriado (chamado de constipação em Portugal) é uma infecção branda das vias aéreas. Pode ser causado por vários tipos de vírus, sendo o Rinovírus o mais comum. É extremamente contagioso e a transmissão é feita através de aerossóis da tosse ou espirro e pelo contato com mãos infectadas.

Os sintomas surgem de 24h a 72h após o transmissão do vírus. Costuma durar de 5 a 7 dias, porém em 25% dos casos, os sintomas persistem por até 2 semanas. A maioria das pessoas apresenta de 3 a 5 quadros de resfriado por ano.

Os sintomas mais comuns são a rinite, tosse e espirros. Pode ocorrer dor de garganta de curta duração nos primeiros dias. A tosse seca pode durar até semanas depois do fim dos sintomas.

Em adultos raramente ocorre febre.

O resfriado é contagioso durante apenas os 3 primeiros dias de sintomas.

As complicações são raras e incluem exacerbação de asma e presença de infecção bacteriana associada como sinusite (leia: SINUSITE / RINOSSINUSITE).

GRIPE

A gripe é causada pelo vírus Influenza. Apresenta um quadro clínico mais rico que o resfriado, com febre alta, dores pelo corpo, dor de cabeça, mal estar, perda do apetite, dor de garganta e tosse. Na gripe os sintomas costumam aparecer subitamente ao contrário do resfriado, onde eles surgem gradualmente. A tosse e a febre são sintomas precoces.

O modo de transmissão é igual ao do resfriado. O tempo de doença costuma ser de até 2 semanas. O tempo em que o paciente mantém-se contagioso dura até 7 dias ou 24h após a resolução da febre.

A gripe também apresenta uma maior taxa de complicações, como pneumonia pelo próprio Influenza ou por bactérias oportunistas (leia: SINTOMAS DA PNEUMONIA).

Tanto a gripe comum, quanto a gripe suína (gripe A) apresentam quadro clínico e taxas de complicação semelhantes, sendo impossível a sua distinção sem exames laboratoriais (leia: GRIPE SUÍNA).

Além da vacina contra a gripe, já existem remédios específicos contra o influenza que, quando indicados, devem ser administrados com no máximo 48h do início da doença. O mais conhecido é o Tamiflu®. O tratamento específico é indicado em crianças, idosos e pessoas com comprometimento do sistema imune (imunocomprometidos). Não cura a gripe, mas reduz bastante seu tempo de duração e ajuda a prevenir as complicações.

Apesar da imagem de doença branda, a gripe é responsável por milhares de morte todos os anos e em todos os países. As pessoas do grupo de risco descrito acima são as mais propensas a apresentar complicações. Trata-se de uma doença com baixa taxa de mortalidade, mas por ser altamente contagiosa (infecta mais de 1 bilhão de pessoas a cada ano) acaba causando um número considerável de óbitos.

É importante lembrar que a imensa maioria das pessoas terão vários episódios de gripe durante a vida sem nunca desenvolver complicações.

Leia o texto original no site MD.Saúde: DIFERENÇAS ENTRE GRIPE E RESFRIADO 

diferença entre gripe e influenza

Para quem está no Japão e não domina muito bem o idioma, poderá utilizar as dicas abaixo, em caso de consulta:

  • sintomas [症状] - shoujou
  • febre – [熱] – netsu
  • dor de cabeça [頭痛] – zutsuu | [頭が痛い] – atamaga itai
  • cansaço [疲れ] – tsukare
  • calafrios [寒気] – samuke
  • dor de garganta [喉が痛い] – nodoga itai
  • tosse [咳] – seki
  • muco(catarro) [たん] – tan
  • congestão nasal [鼻ずまり] – hana zumari
  • coriza [鼻水] – hanamizu
  • Dor muscular [筋肉痛] – kinnikutsuu
  • Dor nas juntas [関節痛] – kansetsutsuu
  • Ardor nos olhos [目の痛み] – meno itami
  • diarréia [下痢] – gueri
  • vômitos [嘔吐] – outo
  • dor estomacal [おなかがいたい] – onakaga itai

diferença entre gripe e influenza, sintomas, forma simplificada de traduzir os sintomas

Intensidade dos sintomas

  • não tenho [ありません] – arimasen | [ない]- nai
  • de vez em quando [時々] – toki doki
  • fraquinho (leve): [軽い] – karui | [弱い] – yowai
  • um pouco : [少し] – sukoshi
  • normal: [普通] – futsu
  • forte: [強い] – tsuyoi | [たくさん]- takusan (bastante) | [多い] – ooi (muito)
  • muito forte: [強すぎる] – tsuyo suguiro [酷い] – hidoi

diferença entre gripe e influenza, descrever intensidade dossintomas, forma simplificada de traduzir

No site Medicina na net, encontramos as seguintes recomendações: Medidas gerais para prevenção da disseminação de influenza

É importante ressaltar que medidas gerais provavelmente são mais efetivas do que o uso de máscaras para prevenir a disseminação do vírus influenza na comunidade.

Para indivíduos que não estão doentes

  • Manter uma distância de pelo menos um metro de qualquer indivíduo com sintomas de influenza.
  • Não tocar o nariz e a boca.
  • Lavar as mãos com água e sabão com freqüência, ou utilizar soluções alcoólicas.
  • Reduzir o máximo possível o tempo de contato próximo com pessoas que podem estar doentes.
  • Reduzir o máximo possível o tempo em aglomerações.
  • Melhorar a circulação de ar no domicílio abrindo as janelas sempre que possível.

Para indivíduos com sintomas de influenza

  • Permanecer no domicílio se não se sentir bem e seguir as recomendações dos órgãos de saúde locais.
  • Manter o máximo possível distância de outros indivíduos (pelo menos um metro).
  • Cobrir a boca e nariz quando tossir ou espirrar, com tecidos ou lenços, para conter as secreções respiratórias. Descartar ou lavar imediatamente o material e lavar as mãos imediatamente após contato com secreções respiratórias.
  • Melhorar a circulação de ar no domicílio abrindo as janelas o máximo possível.

Uso de máscaras

  • Caso se opte pela utilização de máscaras, é necessário que sejam usadas corretamente para assegurar que a utilização seja eficaz e para evitar o aumento no risco de transmissão associada com o uso incorreto.
  • A máscara deve ser colocada cuidadosamente de forma a cobrir a boca e o nariz e de forma a minimizar os espaços entre a face e a máscara
  • Quando estiver em uso, evitar tocar a máscara.
  • Sempre que tocar uma máscara usada, lavar as mãos com água e sabão ou com solução alcoólica.
  • Trocar a máscara quando estiver úmida.
  • Não reutilizar máscaras descartáveis

 

Leituras interessantes

Gostou deste artigo? Compartilhe com os amigos!

Compar tilhe!
Clique aqui para deixar um comentário 0 comentários